REFORÇO PARA A SEGURANÇA
6 de setembro de 2017

Marconi empossa 2,5 mil novos policiais no Estádio Olímpico

Em solenidade que reuniu milhares de policiais militares, seus familiares, e autoridades políticas e civis no Estádio Olímpico do Centro de Excelência do Esporte, na noite de terça-feira (5), o governador Marconi Perillo (PSDB) empossou 2,5 mil novos policiais militares, que passam a compor o efetivo da corporação em todo o Estado.

“Essa é a maior posse da história da Polícia Militar de Goiás. Talvez seja a maior posse da história do País”, ressaltou Marconi. “Sejam muito bem-vindos à melhor Polícia Militar do Brasil”, enfatizou.

O ingresso dos 2,5 mil novos policiais representa acréscimo de 20% do efetivo nas ruas, “no combate sem tréguas à criminalidade”, pontuou o governador. Os novos cadetes e soldados de 3ª classe passarão, agora, pelo curso de formação na Academia da Polícia Militar de Goiás, mas já poderão trabalhar nas ruas concomitantemente ao curso. Cerca de 41.825 mil pessoas participaram do concurso.

Em entrevista à imprensa e durante discurso, Marconi reiterou que o governo estadual abrirá ainda em setembro edital para concurso público que prevê a contratação de mais 2 mil policiais militares. “O que buscamos é a redução de todos os indicadores de criminalidade, algo que já vem acontecendo desde o ano passado”, observou. Em discurso, ponderou que são muitos os desafios impostos ao dever de zelar pelo bem-estar dos cidadãos, como a fragilidade da legislação penal; a ausência de uma polícia de fronteira, que proteja o Brasil da entrada de drogas e armas; e a falta de investimento no setor da Segurança Pública pelo governo federal, que é, por lei, isento de investir no setor.

“Somente neste ano, investimos R$ 3 bilhões em Segurança Pública. Ao longo dos meus governos, modernizamos e revolucionamos as polícias goianas. Demos dignidade para os nossos policiais. Eu mesmo tive a honra de promover 20 mil policiais. E quero registrar a minha certeza de que vocês haverão de honrar a farda que vão vestir”, declarou Marconi.

O vice-governador José Eliton (PSDB) também falou sobre os desafios que a corporação deverá enfrentar, e lembrou que, antes dos governos de Marconi, a polícia goiana era desvalorizada e não tinha condições adequadas para trabalhar. “Era submetida a viaturas sucateadas e a armamentos defasados. Graças aos investimentos e à valorização, a polícia goiana foi alçada à melhor polícia do País”, endossou.

Secretário de Segurança Pública, Ricardo Balestreri ressaltou que o curso de formação garante aos policiais altíssima capacitação técnica e humanitária. O comandante-geral da Polícia Militar de Goiás, coronel Divino Alves, destacou a preocupação e o carinho de Marconi com a corporação. “Se hoje estamos aqui recebendo esses 2,5 mil policiais é porque o senhor se preocupa com a Segurança Pública”, disse.