FISCALIZAÇÃO
18 de Janeiro de 2018

Procon Goiás apreendeu 21 toneladas de produtos impróprios para uso e consumo em 2017

O Procon Goiás divulga balanço das ações realizadas em 2017. São destaques o crescimento de 75% no número de denúncias recebidas pelo telefone 151, o acréscimo de 55% das audiências de conciliação, além da maior quantidade de apreensões de produtos impróprios para o consumo em comparação ao ano de 2016 – cinco toneladas a mais.

Atendimentos

249.432 mil atendimentos
O Procon Goiás disponibiliza aos consumidores goianos várias formas de atendimento: por telefone através da Central Disque Denúncia e Orientações – 151, pela internet por meio do Procon Web e presencialmente na Sede no Setor Central e em 15 Unidades de Atendimento Vapt Vupt nesta Capital.

Em 2017, o Procon realizou mais de 249 mil atendimentos em todas as modalidades citadas, uma média de 700 pessoas por dia.

Satisfação do consumidor

99,90% de consumidores satisfeitos
Em 2017, o índice de satisfação dos consumidores atendidos atingiu 99,90%, isso significa um aumento de 0.05% em relação aos dados de 2016, nos atendimentos na Unidade Sede, o que revela a satisfação do povo goiano com a qualidade dos serviços prestados por esta superintendência.

Novos postos de atendimento

Em 2017, a Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) inaugurou e revitalizou três Unidades de Atendimento Vapt Vupt, com atendimento do Procon Goiás, localizadas nos shoppings: Araguaia, Lozandes Shopping e Aparecida Sul.

Procon Web

13.552 atendimentos online
Criado em 2014, o Procon Web é uma plataforma de atendimento virtual do órgão, que tem se consolidado como mais uma alternativa ágil e rápida para o consumidor registrar suas demandas.

Por meio dela, é possível fazer reclamações, denúncias, solicitação de cálculo e tirar dúvidas. Quinze municípios goianos contam com este atendimento virtual, que busca auxiliar principalmente aqueles consumidores que não tem computador em casa ou acesso à internet

Em 2017, 13.552 atendimentos foram realizados nesta plataforma, representando aumento de 56 % em relação a 2016 – 8.659 atendimentos.

Governo Junto de Você

15 edições em todo o Estado
O Procon Goiás participou de todas as 15 edições dos programas itinerantes do governo – Governo Junto de Você e SSP Junto de Você – em 2017.

Central Disque Denúncia – 151

70.385 atendimentos por telefone
O Procon Goiás atende dúvidas, reclamações e denúncias de consumidores de todo o Estado de Goiás, através da Central Disque Denúncia – Fone 151 em Goiânia e Região Metropolitana e do telefone (62) 3201-7124 as cidades do interior.

Em 2017, foram recebidas 70.385 ligações telefônicas, resultando num aumento de 2,4% em relação ao ano anterior. Dessas ligações, 3.111 foram denúncias, resultando em 75% de aumento no número de registros de denúncias recebidas através do 151 em relação a 2016 – 1747 denúncias.

Núcleo de renegociação de dívidas

82,4% de êxito em 8.923 negociações
O Procon Goiás oferece à população goiana o serviço de negociação de dívidas com a finalidade de auxiliar os consumidores na obtenção de acordos e na prevenção do superendividamento.

Essa negociação é feita por atendentes capacitados para intermediar a negociação ou renegociação de dívidas entre os consumidores e as empresas credoras. O órgão também promove palestras sobre o controle do orçamento doméstico.

Em 2017, foram realizadas 8.923 negociações junto às empresas credoras, com 82,4% de êxito nas tentativas de acordo.

Audiências de conciliação

O Procon Goiás realizou 4.123 audiências de conciliação com o objetivo de harmonizar as relações de consumo.

Em 2017, 52,01% das audiências realizadas resultaram em acordos que eliminaram ou minimizaram os conflitos decorrentes das relações consumeristas.

Pesquisas e cálculos

32.004 cálculos para consumidores
Em 2017, o Procon Goiás realizou 24 pesquisas de preços de produtos e serviços em Goiás, visitando 851 estabelecimentos comerciais, com um total de 1.067 itens pesquisados.

Além da realização pesquisas, o Procon Goiás realizou mais de 32 mil cálculos, fornecendo laudos técnicos para os consumidores renegociarem suas dívidas com fornecedores ou entrarem com ações na justiça.

Fiscalizações e apreensões

21,93 toneladas de produtos apreendidos
Ao todo, a fiscalização gerou 7.133 documentos, entre autos de infração e apreensão e outros, 24% a mais do que em 2016 – 5.729 documentos lavrados.

Foram fiscalizados supermercados, lojas, instituições bancárias e de ensino, hospitais, bares, restaurantes, postos de combustível, operadoras de telefonia e diversos outros estabelecimentos comerciais. Em termos de peso, foram mais de 21,93 toneladas de sólidos retirados de circulação, inutilizados e descartados.

Canais de comunicação do Procon Goiás

O Procon Goiás tem vários canais de comunicação que permitem uma ampla interação com os consumidores e com a população em geral, seja por meio de atendimento pelo telefone ou pela internet e redes sociais, por meio dos quais é possível fazer denúncias, reclamações e tirar dúvidas.

Os canais disponíveis são: Disque Denúncia 151, o Procon Web proconweb.ssp.go.gov.br, os perfis no Twitter, @ProconGo, e no Facebook, Procon Goiás.

Aumento dos indicadores e metas para 2018

Com todas essas ações, o Procon Goiás faz um balanço positivo de sua atuação no ano de 2017. Dessa forma, o órgão está cumprindo integralmente suas atribuições legais administrativas, executando a Política Estadual das Relações de Consumo, com o atendimento das necessidades dos consumidores e com respeito a todas as garantias legais previstas no CDC.

Para o ano de 2018, o Procon Goiás pretende expandir e ampliar a rede de atendimento com a disponibilização do atendimento virtual (Procon Web) na rede de Unidades Vapt-Vupt de todo o Estado de Goiás, com o estímulo para a implantação e criação de Procons Municipais Conveniados, com o objetivo de facilitar o acesso do consumidor aos seus plenos direitos.

O Procon Goiás adota como prioridade a execução dos projetos que têm como finalidade melhorar a qualidade dos serviços prestados por este órgão de proteção e defesa dos consumidores goianos.