NOVIDADES NA CULTURA

Aureliano Peixoto e Fábio Cunha propõem a criação da Associação Cultural Calção de Couro

por

POR JALDENE NUNES

Em breve, Goianésia ganhará nova entidade para estimular e divulgar a produção cultural do município. Está em gestação a Associação Cultural Calção de Couro, idealizada pelo escritor, poeta e cronista Aureliano Martins Peixoto e pelo policial militar, graduado em Letras e estudioso de Augusto dos Anjos, Fábio de Oliveira Cunha.

“Essa associação visa à promoção da cultura num todo”, avisa Aureliano Peixoto, esclarecendo que a instituição a ser fundada não concorre nem disputa espaço com academias e o seu foco de atuação vai além da literatura, mas abrange todas as formas de fazer cultura.

“A literatura, a poesia, a crônica, os contos, as artes plásticas, o desenho, todas as artes do nosso município serão objeto da atenção dessa associação e, portanto, serão divulgadas e valorizadas”, explica Fábio Cunha.

De acordo com os idealizadores, fruto esperado disso, a promoção de maior interação dos artistas com a sociedade, colocando a produção cultural em evidência e os diversos gêneros artístico-culturais mais acessíveis à população.
A entidade está em fase embrionária. Por enquanto, em debate e planejamento estratégico para tornar-se, brevemente, em uma ferramenta de divulgação das artes.

“A ideia partiu de uma conversa a respeito da cultura em Goianésia. Eu e o Fábio Cunha decidimos abraçar esta ideia”, afirma Aureliano, que espera receber a adesão de mais pessoas envolvidas na cultura.

“As ideias estão sendo discutidas remotamente. Mas, no princípio, antes da pandemia, eu e o Aureliano fizemos reuniões presenciais. Agora, mesmo que remotamente, intensificaremos os debates, a fim de amadurecer a associação. Promoveremos reuniões quinzenais para as próximas diretrizes”, diz Fábio.