SOLIDARIEDADE
12 de maio de 2021

Sob presidência de José Machado, Associação Médica de Goianésia promove maior volume de ações sociais de sua história

A Associação Médica de Goianésia (AMG) é uma das entidades mais tradicionais e respeitas da cidade. Sempre foi liderada por médicos de prestígio, que deixaram legado de realizações em prol da classe e da comunidade. A gestão atual, desde 2019 sob a presidência do ortopedista José Machado, não é diferente. A AMG reuniu os médicos, realizou sua jornada médica tradicional e realizou diversas ações internas.

Mas o grande legado da gestão de José Machado está sendo o lado solidário, ter acolhido a comunidade de Goianésia em ações que ajudaram milhares de pessoas. A entidade sempre esteve envolvida em ações filantrópicas, mas nos últimos três anos, essa prática foi levada ao nível de excelência, com o maior volume de doações já feitos por uma associação médica em Goiás.

Apaixonado por causas sociais, José Machado conseguiu implantar na AMG uma cultura ainda mais filantrópica, o que gerou resultados positivos para milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A Feijoada Beneficente foi um sucesso e teve toda a sua renda revertida para o Lar São Vicente de Paula e ao Somar (Núcleo de apoio aos portadores de câncer); a Live Solidária foi outro grande evento, que arrecadou mais de 20 toneladas de alimentos, que foram distribuídos à comunidade carente de Goianésia. Além disso, sob seu comando foi organizada a Grande Jogada Solidária – em parceria com sociedade acadêmica, civil e eclesiástica – que arrecadou mais de 20 toneladas de alimentos, que chegaram às mesas de inúmeras famílias da cidade.

“Além disso, nossa associação realizou outras atividades solidárias. Penso que é nosso papel enquanto membro da sociedade pensar no bem estar do próximo, principalmente em um momento de tantas dificuldades como o que estamos vivendo agora com a pandemia”, explica José Machado.

Outro grande marco da gestão foi a realização da 38ª Jornada Médica de Goianésia, em setembro de 2019, que reuniu mais de 300 pessoas, entre médicos, acadêmicos de medicina e profissionais da saúde. O ponto alto foi a palestra do renomado professor e médico Zacharias Calil, maior especialista em separação de gêmeos siameses do mundo. Na oportunidade, Machado promoveu o emocionante reencontro do médico com as siamesas de Goianésia, Rafaela e Raniela, após 17 anos da operação que salvou a vida das garotas. Além disso, Machado organizou uma homenagem a todos os ex-presidentes da entidade, um reconhecimento ao trabalho por eles realizado.

José Machado revela que tem dois projetos para iniciar como presidente da AMG: a construção do Clube Médico e contribuir de algum modo com a formação de novos médicos e profissionais da saúde. “Tenho buscado parcerias com algumas instituições, para que se Deus quiser conseguimos de alguma forma ajudar jovens e famílias a realizarem o sonho de se formar em um curso superior”, conclui.

José Machado acredita que o trabalho médico ajuda a salvar vidas e oferecer bem estar às pessoas. Mas garante que é preciso fazer mais, é preciso se engajar em causas sociais e ajudar a transformar a realidade das pessoas mais carentes. “Fiz isso a minha vida toda em todos os lugares que passei. Acredito na forma da solidariedade e temos engajado muitas pessoas nessa corrente e ajudado milhares de pessoas a terem uma vida melhor. Não tem legado maior que esse”, finaliza.