Policlínica de Goianésia passa a distribuir medicamentos de alto custo

por

Os mais de 352 mil moradores dos 28 municípios da Região do Vale do São Patrício não precisam mais se deslocar a Goiânia para obter os medicamentos do Componente Especializado distribuídos pela Central Estadual de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa (Cemac). Desde quarta-feira (6), a Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO) oferece esse serviço pela Policlínica Regional de Goianésia.

A iniciativa é mais uma ação do projeto de regionalização da saúde, um dos pilares da gestão do governador Ronaldo Caiado, que leva saúde para próximo dos goianos. Com esse atendimento, tanto a solicitação, feita por e-mail, quanto a dispensação, em que o paciente busca, presencialmente, os medicamentos e passa por uma consulta clínica farmacêutica, serão feitos na Policlínica Regional de Goianésia, na Macrorregião Centro-Norte.

A descentralização desse serviço vai beneficiar moradores de Campos Verdes, Carmo do Rio Verde, Ceres, Crixás, Guarinos, Hidrolina, Ipiranga de Goiás, Itapaci, Morro Agudo de Goiás, Nova América, Nova Glória, Pilar de Goiás, Rialma, Rianápolis, Rubiataba, Santa Isabel, São Luiz do Norte, São Patrício, Santa Terezinha de Goiás, Uirapuru, Uruana, Barros Alto, Goianésia, Itaguaru, Jaraguá, Mimoso de Goiás, Padre Bernardo, Santa Rita do Novo Destino e Vila Propício.

“O intuito do governo estadual é a estruturação, fortalecimento, regionalização e interiorização do sistema de saúde em Goiás. Esse serviço reforça a marca da atual gestão de levar atendimento para mais perto do cidadão”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino.

O secretário adianta que o Governo de Goiás vai estabelecer uma logística de distribuição para que os medicamentos de alto custo cheguem aos pacientes nos mais diferentes pontos do Estado. O serviço, que já funciona desde junho deste ano na Policlínica Regional de Posse, passa a ser oferecido também em Goianésia e, em novembro, estará disponível em Quirinópolis.