DESAFIO GRANDE

Apesar de receber herança maldita, prefeito Paulo Vitor começa a recolocar Jaraguá nos trilhos

por

O desafio do prefeito Paulo Vitor Avelar (DEM) à frente da prefeitura de Jaraguá é hercúleo. Recebeu, no dia 1º de janeiro, o Paço Municipal com mais de R$ 20 milhões em dívidas, maquinário sucateado, credibilidade no volume morto, lixo e buracos ornamentando as ruas da cidade, servidores devendo ainda as contas de dezembro, explosão de casos de Covid-19, ausência de vagas na rede pública de saúde.

Paulo Vitor sequer recebeu as chaves da mão do antecessor, Zilomar Antônio (PSDB). A descortesia entrou para a história do Palácio do Sol – sede do governo de Jaraguá. É a primeira vez em quase cem anos que um prefeito não faz a transmissão do cargo na cidade. “A atitude do ex-prefeito é lamentável, uma total falta de respeito ao espírito público e à democracia. Resultado de urna não se discute. Prefeitura é muito maior que os interesses de uma pessoa ou de um grupo”, respondeu Paulo Vitor.

“É uma situação que temos que contar muito com a compreensão da população para virar o jogo. As providências já estão sendo tomadas. Decretamos estado de calamidade financeira e de saúde pública, contratamos uma auditoria para apurar o tamanho do rombo”, explica o prefeito, sobre as primeiras ações para diagnosticar a saúde financeira do município.

Mais do que olhar para o passado, Paulo Vitor está cuidando do presente. Quitou a folha herdada de dezembro e antecipou o salário de janeiro. É a primeira vez em três anos que os servidores receberam dentro do mês trabalhado.

Há muita expectativa da população de Jaraguá quanto ao tratamento que a cidade vai receber do Governo do Estado, já que o atual prefeito era chefe de gabinete do governador Ronaldo Caiado. “Já tivemos, inclusive as primeiras ações na área da saúde. Estamos tendo recapeamento da malha asfáltica em parceria com o Governo. É uma parceria que vai surtir efeitos rápidos. Teremos boas notícias nas áreas de moradia, recapeamento e nos novos programas sociais do Governo”, adianta Paulo Vitor.

O prefeito adianta que para o primeiro ano tem metas bastante definidas: recuperar a autoestima do povo de Jaraguá, resolver o problema da Covid-19, estar pronto para fazer a vacinação, cuidar das ruas e praças e manter o servidor em dia. “A população já está sentindo nossa linha de trabalho, que é com foco na transparência, jogando limpo com a comunidade. E com planejamento das ações para todas as etapas do nosso governo”, finaliza.