BASTIDORES POLÍTICOS

Médico José Machado se consolida como uma das opções de renovação política para 2022

por

A política é feita de ciclos. Alguns duram muito tempo, outros nem tanto. Fato é que um dia ciclos são renovados de tempos em tempos. Em Goianésia está acontecendo este fenômeno: uma geração de políticos competentes e vitoriosos está passando o bastão para outra geração, que chega com novas ideias e muita energia para deixar sua marca.

Da geração que brilhou por mais de três décadas no universo político da cidade apenas o deputado estadual Helio de Sousa ainda continua disputando e exercendo mandatos. Na sexta legislatura na Assembleia Legislativa, anunciou que vai buscar vaga de deputado federal em 2022, deixando um vácuo de poder, que será disputado por novas lideranças.

Jalles Fontoura, Otavinho, Gilberto e Mara Naves já anunciaram que não disputarão mais eleições. Já cravaram seus nomes na história. É uma sinalização que o campo está aberto para o surgimento de novos atores na cena partidária de Goianésia.

O ex-prefeito Renato de Castro parece se situar no meio termo, com um pé no time dos veteranos e outros no dos novos. Apesar da pouca idade para um político, já ocupou mandatos de vice-prefeito, deputado estadual e prefeito. Agora é presidente da Codego, importante órgão do Governo do Estado. Ele tem dito a aliados que pretende disputar cadeira de deputado federal.

Entre os novos nomes que podem ter protagonismo na eleição para deputado estadual em 2022 está o do médico ortopedista José Machado. Conhecido por seu trabalho profissional de destaque, ele gosta de ir além e sempre lidera campanhas beneficentes importantes, tendo conseguido arrecadar e distribuir muitas toneladas de alimentos e brinquedos.

Machado não faz trabalhos sociais pensando em política. Já fazia isso em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, onde morou. Isso bem antes de sonhar em entrar na vida pública. É algo do seu perfil, do seu DNA. Essa vontade de ajudar o próximo acabou chamando a atenção de muita gente do meio político, que acabou o convencendo que ele pode ajudar mais tendo uma caneta na mão. Ao invés de ajudar milhares de pessoas, pode ajudar centenas de milhares ou até mais, com ações políticas.

Suas credenciais são boas: é médico, é carismático, gosta de ajudar as pessoas, gosta de trabalhar e sabe conversar e discutir política. Apesar de novo e de nunca ter disputado eleição, tem o perfil que a nova política tem aprovado. Só falta se decidir por um partido e começar a gastar sola de sapato, costurando apoios.